Operação da Açu Petróleo é destaque no seminário Ecobrasil

Excelência operacional e sustentabilidade no transbordo Ship to Ship foram temas abordados no encontro

Geral
Por Redação
14 de maio de 2019 - 15h51

(Foto: divulgação)

A empresa Açu Petróleo, parceria da Prumo Logística e da alemã Oiltanking, foi uma das participantes do 15º Seminário Nacional sobre Indústria Marítima e Meio Ambiente, o Ecobrasil 2019, realizado hoje no Rio de Janeiro. Durante o evento, o gerente de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde da empresa, Adriano Truffi, apresentou dados sobre a operação do terminal, além de destacar as iniciativas socioambientais, excelência operacional e de segurança desenvolvidas pela empresa.

Um dos temas abordados foram as etapas para uma operação de transbordo de petróleo no terminal da empresa, localizado no Complexo do Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). Cada operação é composta por 5 etapas (line up, manobra de atracação, pré-operação, operação e manobra de desatracação), que são realizadas em média em 37 horas.

“Cada etapa engloba uma série de procedimentos, verificações, normas e testes, que são necessários para garantir que a operação aconteça da maneira correta. Além disso, temos uma base de emergência equipada com diversos equipamentos, e instalada no próprio terminal, o que possibilita rapidez no atendimento à emergências”, destacou Truffi.

(Foto: divulgação)

Com 25 metros de profundidade, o terminal da Açu Petróleo é o único privado no país com capacidade para operar com navios VLCCs, que são os maiores petroleiros do mundo. Além de contar com uma base de emergência no próprio terminal, todos os três berços estão equipados com sistemas de combate à incêndio e contam com sistema Fire Fighting (Fi-Fi), assim como 2 dos 5 rebocadores dedicados que atuam no terminal.

“A excelência operacional está ligada a infraestrutura do terminal, mas também a processos adequados e a uma equipe capacitada. Também é importante destacar que a busca pela excelência é algo contínuo, que nunca acaba. Apesar das mudanças nas tecnologias e condições. o compromisso com a excelência operacional deve continuar”, disse o executivo.

No encontro, Truffi também destacou as iniciativas que são realizadas para Gestão de QSMS, como monitoramento da qualidade ambiental, treinamentos, gestão e auditoria de fornecedores, auditoria de processos críticos, sistema de segurança baseado em comportamento (Behavior Based Safety), gestão de resíduos e efluentes, entre outros.

*Ascom