Empresa São Salvador anuncia retomada gradativa das linhas em Campos

Serviço foi interrompido no final de 2017, deixando moradores da Baixada Campistas sem ônibus

Geral
Por Redação
15 de abril de 2019 - 18h20

Empresa anunciou retomada de linhas (Foto: divulgação)

A Empresa São Salvador anunciou a retomada gradativa de linhas no transporte público em Campos dos Goytacazes. Inicialmente, a São Salvador está operando as linhas Farol de São Thomé, Córrego Fundo, Quixaba, Parque Imperial, São Sebastião e Beira do Taí. Há outros itinerários, como Goitacazes, Bulgalho, Parque Saraiva e Donana que estão sendo atendidos, de forma paliativa, com a linha Farol de São Thomé. No final de 2017, a empresa interrompeu os serviços e deixou os moradores da Baixada campista sem ônibus. O consórcio do qual a São Salvador faz parte chegou a receber ultimato do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) para que o atendimento fosse restabelecido.

De acordo com o IMTT, dentro do Consórcio União, a empresa São Salvador já havia retomado o serviço de forma gradativa ao longo de 2018, depois de alguns meses sem operar, após a interrupção de suas atividades no final de 2017.

“Neste verão, por exemplo, ela executou a linha Campos-Farol. Quando a empresa interrompeu suas operações no final de 2017, o IMTT solicitou que o consórcio União assumisse as linhas abandonadas, uma vez que tal responsabilidade cabia ao consórcio. Na ocasião, o União não conseguiu atender os trajetos e outro consórcio foi acionado”, informou, em nota, o órgão regulador do transporte público na cidade.

A empresa é responsável por 10 linhas da Baixada Campista, além de Farol de São Thomé. Segundo o diretor administrativo e operacional, Gregório de Lima, em razão do sucateamento em que a frota foi encontrada, a empresa teve que redesenhar o planejamento para atender a população. A empresa São Salvador está sob nova direção desde janeiro.

“Apostamos no crescimento do município e respeitamos a população campista, sobretudo nossos funcionários. Mantivemos os funcionários antigos e estamos regularizando, junto à Justiça Trabalhista, os pagamentos em atraso. Prova disto, estamos assumindo a empresa para um novo tempo no transporte público de Campos”, frisou Gregório, que já trabalhou como motorista na empresa.

Situação da frota — Dos 25 coletivos, apenas 13 estão em condições de circulação. Alguns veículos foram encontrados parados e outros apreendidos. Mas dos ônibus em circulação, há unidades com acessibilidade.

“Estamos trabalhando para o quanto antes resolver as pendências desses veículos e aumentar a frota em circulação, oferecendo um serviço melhor à população. Durante o verão, por exemplo, firmamos uma parceria com a Jacarandá para aumentar a oferta nos horários de pico nas linhas Campos-Farol e Farol-Campos”, acrescentou Gregório.

Leia mais:
Moradores da Baixada Campista só devem voltar a ter transporte público a partir da próxima segunda-feira

Gestores da empresa São Salvador deixam administração; população fica sem ônibus; e motoristas sem trabalho

IMTT dá 48h ao consórcio União para regularizar linhas de ônibus

Linhas de ônibus do consórcio União passam a ser atendidas por outras empresas a partir desta segunda-feira