Assaltantes arrombam Instituto Sawanna e furtam até perucas que seriam doadas a pacientes com câncer

Instituto faz apelo por novas doações

Campos
Por Priscilla Alves
15 de abril de 2019 - 16h53

O Instituto ‘Sawana Por Todos’ foi invadido no último fim de semana e teve vários objetos furtados. Entre o material levado pelos criminosos estavam 22 perucas infantis que seriam doadas para crianças em tratamento contra o câncer, dezenas de latas de leites que seriam doadas para crianças com intolerância alimentar e ainda mais de 50 caixas de chocolate que iriam para crianças de uma comunidade carente de Campos na campanha Páscoa Solidária. O Instituto Sawanna funciona no mesmo local que uma empresa de informática, no Centro. Os criminosos levaram ainda dez notebooks, outros produtos eletrônicos, cinco televisões e todo sistema de monitoramento de câmeras do local.

“O prejuízo foi muito grande. Levaram muitas coisas, mas o que mais me deixou chateada foi o fato de terem levado as perucas, os leites especiais e os chocolates. São materiais com apelo sentimental que fariam muita diferença na vida das crianças que precisam. Os outros produtos a gente recupera com o tempo, mas esses têm um apelo sentimental muito forte”, desabafou Lena Souza, presidente do Instituto ‘Sawanna Por Todos’ e proprietária da empresa que funciona no mesmo local.

O assalto foi na madrugada de domingo (14) e foi percebido quando uma funcionária chegou ao local horas depois para receber um eletricista que faria uma manutenção no prédio. Ainda segundo Lena, pela forma com os produtos estavam, aparentemente, os bandidos voltariam para levar mais materiais.

Memórias de Sawanna
Lena Souza é conhecida na cidade e na região pelo trabalho solidário que faz em prol de crianças com câncer. Ela é mãe da pequena Sawanna que morreu em 2016, aos sete anos, após um longo período de tratamento contra leucemia. Lena sempre promoveu campanhas em prol da filha e de outras crianças com câncer. Após a morte de Sawanna, ela fundou o Instituto ‘Sawanna Por Todos’ para continuar a ajudar outras crianças. Além de todo o material levado pelos criminosos, há ainda um notebook com todos os registros de Sawanna.

“Existe um valor sentimental muito forte em relação a este notebook, pois ele tem todas as fotos da minha filha Sawanna. São momentos que não voltarão mais, imagens que nunca mais eu vou viver. Peço que Deus toque no coração de quem pegou e que essas pessoas se arrependam e devolvam pelo menos o que não serve. Pelo menos as perucas, os leites especiais e o notebook que é de extrema importância”, pediu. O notebook é preto e da marca Dell.

Como ajudar
Antes do assalto, todo o chocolate que estava guardado no Instituto Sawanna seria doado para crianças carentes da comunidade Novo Eldorado e também em alguns hospitais da cidade durante o evento Páscoa Solidária, promovido pelo instituto. Todo o material foi arrecadado durante cerca de um mês.

“Já tínhamos marcado com as crianças e elas já estão na expectativa. Estávamos a um mês recolhendo os produtos. Não tem como deixar as crianças sem receber os chocolates. São cerca de mil crianças. Estamos fazendo um apelo para que as pessoas doem chocolates para que a gente faça a Páscoa Solidária. Quem quiser nos ajudar, pode deixar a doação na Digitus Cursos, onde também funciona o Instituto Sawanna, que fica na Beira Valão, número 317, perto da 28 de Março”, pediu.

Os interessados em ajudar também podem entrar em contato pelo Whatsapp ou ligar para o (22) 99804-9072. As doações podem ser feitas de 8h às 21h de segunda a sexta.