Polícia Civil deflagra Operação Guadalajara II e prende quatro em Guarus

Durante a ação, foi apreendida uma besta, arma que dispara munição semelhante a uma flecha curta

Polícia
Por Redação
14 de março de 2019 - 7h53

(Foto: Silvana Rust)

Agentes da 146ª Delegacia Policial (DP) cumprem, na manhã desta quinta-feira (14) cinco mandados de prisão e seis de busca e apreensão no Parque Presidente Vargas, no subdistrito de Guarus, em Campos. Quatro pessoas foram detidas. Uma permanece foragida.

As prisões são parte da operação Guadalajara II, desdobramento da Operação Guadalajara, em que três pessoas foram detidas no último dia 20 de fevereiro.

Entre os presos nesta quinta-feira está Emerson Jacinto Barcelos, conhecido como Esquilo. De acordo com a Polícia, ele comandaria o comércio ilegal de entorpecentes no Parque Presidente Vargas.

Esquilo é citado por membros de um facção criminosa que opera em Campos em um vídeo gravado dentro de uma unidade prisional do município e que circulou recentemente por aplicativos de mensagens instantâneas.

Na casa de Emerson a polícia apreendeu uma besta, arma capaz de disparar virotes, munição semelhante a uma flecha curta.

Durante a operação, também foram apreendidos um revólver .38, cinco munições do mesmo calibre, cerca de R$ 1 mil em espécie, dois telefones celulares e um relógio.

A ação conta com o apoio de equipes do 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) e é parte de um esforço contínuo de combate a crimes como tráfico de drogas e homicídios.

Os quatro presos serão encaminhados para a casa de Custódia Dalton Crespo de Castro.

Veja abaixo o vídeo gravado por integrantes de facção criminosa que cita Esquilo:

Confira registros da operação feitos pela Polícia Civil:

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)