Americano sai na frente em Moça Bonita, mas Resende busca empate

Cano chegou aos cinco pontos, apenas dois à frente da zona de Seletiva; resultado é ruim para as duas equipes

Esporte
Por Redação
11 de março de 2019 - 9h07

(Foto: Marcos Faria/Divulgação)

Americano e Resende ficaram iguais em confronto realizado na tarde deste domingo (10), em Moça Bonita, pela terceira rodada da Taça Rio. Espinho abriu o placar para os campistas e Mateus Totô igualou em favor dos visitantes. O duelo ainda contou com um atleta expulso de cada lado: Rhayne e Léo Reis.

Olhando principalmente para a classificação geral, o Cano chegou aos cinco pontos, apenas dois à frente da zona de Seletiva. Caso o Madureira derrote o Botafogo, nesta segunda-feira (11), o Alvinegro entra no Z-2. O Resende, por outro lado, fica em quarto lugar no Grupo B, quase sem chances de semifinal. No somatório, ocupa o sétimo posto.

Na sequência do segundo turno, o Resende volta a campo primeiro. No sábado, dia 16, o Gigante do Vale encara o Madureira, no Estádio do Trabalhador, às 16h30. No dia seguinte, o Americano visita o Boavista, no Elcyr Resende, a partir das 18h.

Um gol e duas expulsões marcam etapa inicial

As duas equipes já se conheciam da Seletiva. E o confronto da fase principal, na cidade do Rio de Janeiro, mas com mando do Americano de Campos, teve panorama mais fechado, de muito estudo. O primeiro lance de perigo veio com Rhayne, zagueiro do Resende que surpreendeu ao surgir no ataque. O chute parou em defesa de Luis Henrique.

O Americano respondeu de maneira letal. Na bola pelo alto em cobrança de falta, Flamel mandou na área e, após indecisão de ambos os lados, Espinho chegou testando e fazendo 1 a 0 aos 24 minutos. O duelo seguiu agitado, mas com expulsões. Rhayne recebeu o vermelho direto aos 37, por entrada dura, deixando o Resende com um a menos. Na marca de 45, Léo Reis fez o mesmo, igualando com 10 para cada lado.

Totô entra, brilha e garante empate aos visitantes

O Resende voltou para a etapa complementar com Dieguinho e Davi Ceará como novidades. Nada que mexesse tanto na partida, que foi disputada em ritmo arrastado. Melhor para o Americano, que se concentrava na defesa e em administrar a vantagem mínima.

Os momentos finais em Moça Bonita seguiram sem inspiração de ambos os lados. A última cartada de Edson Souza foi a entrada do atacante Mateus Totô. E deu certo. Aos 38 minutos o atacante foi acionado, entrou em velocidade na área e acertou chute que ainda contou com desvio para vencer Luis Henrique, anotando 1 a 1 no placar.

Embalado, o Resende partiu com tudo para o ataque em busca da virada. Liderado pelo inspirado Mateus Totô, o Gigante do Vale esteve perto de conseguir o segundo gol. Dieguinho foi quem chegou mais se aproximou em chute forte que passou perto da meta. O Americano, como pôde, se segurou até confirmar, com o apito final, o empate.

A partida

Americano 1×1 Resende – Campeonato Carioca, Taça Rio, 3ª rodada – 10/03/2019 às 16h30

Estádio de Moça Bonita (Rio de Janeiro – RJ)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Carlos Henrique Alves de Lima Filho

Americano: Luis Henrique; Sanderson, Admilton, Gabriel, Espinho e Rafinha; Vandinho, Matheus Gama (Abuda, 25’/2ºT), Flamel (Neto, 33’/2ºT) e Leozinho (Gustavo, 10’/2ºT); Léo Reis. Técnico: Josué Teixeira.

Resende: Ranule; Filipi Souza (Dieguinho – intervalo), Rhayne, Lucas Tavares e Jeanderson (Mateus Totô, 30’/2ºT); Joseph, Léo Silva, Vitinho e Arthur Faria; Sabão (Davi Ceará – intervalo) e Maxwell. Técnico: Edson Souza.

Cartões amarelos: Admilton (ANO); Joseph e Mateus Totô (RES).

Cartão vermelho: Rhayne, 37’/1ºT (RES); Léo Reis, 45’/1ºT (ANO).

Gols: Espinho, 24’/1ºT (1-0); Mateus Totô, 38’/2ºT (1-1)

Público: 900 pagantes (322 presentes)
Renda: R$ 5.500,00

Fonte: FutRio