Sábado de carnaval no Rio terá mais de 70 blocos e dia chuvoso

A previsão é de céu nublado a encoberto, com chuva fraca a moderada

Estado do RJ
Por Redação
2 de março de 2019 - 11h42

O sábado (2) de carnaval na cidade do Rio de Janeiro será com o dia chuvoso e temperatura em declínio, embora a cidade já tenha saído do estado de atenção, decretado pela prefeitura às 18h40 de ontem (1º), em consequência do temporal que atingiu a cidade, atrasando, inclusive, o início do desfile das escolas de samba do Grupo de Acesso, que mesmo assim se apresentaram debaixo de muita água. A chuva forte veio acompanhada de rajadas de ventos, relâmpagos e trovoadas, deixando não só a passarela do samba, na Marquês de Sapucaí, alagada, como, também ruas e avenidas de vários bairros da cidade. Niterói,

Neste sábado de carnaval, segundo a meteorologia, a Zona de Convergência de Umidade vai perder força no decorrer do dia. E a previsão é de céu nublado a encoberto, com chuva fraca a moderada pela manhã/tarde e a partir da noite, chuva fraca isolada. As temperaturas estão em declínio, com a máxima prevista de 29 graus Celsius (°C) e a mínima de 21°C.

Indiferente à mudança no tempo, mais de 70 blocos de carnaval farão a festa do folião hoje em toda a cidade. No Aterro do Flamengo, na zona sul, a festa começou cedo. Às 7h centenas de foliões do bloco Amigos da Onça já estavam concentrados para o desfile. Às 8h uma multidão já aguardava o início do desfile do mais tradicional dos blocos da cidade, o Cordão da Bola Preta. Agremiação fundada em 1918, e considerado o mais antigo bloco de carnaval do Rio.

O Cordão da Bola Preta desfila sempre pelas principais ruas do centro do Rio, ao som de sua principal marchinha: Quem não chora não mama / segura meu bem a chupeta / lugar quente é na cama / ou então no Bola Preta. Este será o desfile de número 101 do Cordão, que costuma reunir cerca de 2 milhões de pessoas pelas ruas do centro da cidade. O bloco iniciará seu desfile a partir da Avenida Presidente Antônio Carlos.

O sábado de carnaval terá também o bloco Céu na Terra, que se apresenta pelas ruas de Santa Tereza, a tradicional Banda de Ipanema, que desfila pelas ruas do bairro e este ano homenageia o compositor Paulinho da Viola; o Simpatia é Quase Amor, que desfila também pelas ruas e avenidas de Ipanema, na zona sul; o Barbas, em Botafogo; e o Carrossel de Emoções, que desfila na Barra da Tijuca ao ritmo do funk.

Fonte: Agência Brasil