Identificada a última vítima fatal do acidente entre carro e ônibus da 1001

Natália da Silva Gomes tinha 23 anos e era de Divino (MG); corpo se encontra no IML de Itaperuna

Geral
Por Redação
12 de fevereiro de 2019 - 12h53

(Foto: Divulgação/PM)

Foi identificada na noite desta segunda-feira (11) a quarta e última vítima fatal do acidente entre um carro de passeio e um ônibus da Auto Viação 1001 , ocorrido no domingo em Natividade, no Noroeste Fluminense. Natália da Silva Gomes tinha 23 anos e era de Divino (MG). O corpo se encontra no Instituto Médico Legal (IML) de Itaperuna. A família foi comunicada e já está a caminho da cidade para fazer a liberação.

As outras vítimas fatais são: Renata Barreto, 47 anos, natural de Coronel Fabriciano (MG), morava em Macaé; Alef Carvalho, 25 anos, morador de Tombos (MG), era petroleiro e embarcava na Bacia de Campos; e Atair Rangel, 68 anos, residia em Divino (MG), voltava para casa após passar dois meses de férias com a filha, em Macaé.

De acordo com o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), todos os feridos que haviam sido encaminhados ao Hospital São José do Avaí (HSJA), em Itaperuna, já foram liberadas.

O acidente — O ônibus havia deixado Campos com destino a Governador Valadares (MG) e colidiu contra um carro que seguia em sentido oposto pela RJ-220. O acidente aconteceu à tarde, na altura da localidade de Parque Lajinha, em Natividade. Com o impacto, o coletivo saiu da estrada, desceu uma ribamceira de 50 metros e só parou ao cair em um riacho.

Segundo o BPRv, chovia no momento do acidente. Além do motorista, havia 25 passageiros no ônibus, incluindo crianças. Já o carro transportava cinco pessoas. As vítimas foram socorridas por equipes do Corpo de Bombeiros e do Hospital Natividade e levadas para o HSJA.

O coletivo só foi retirado do local quase 24 horas depois, na tarde desta segunda-feira. O trabalho contou com pelo menos três reboques para içar o coletivo. Foi necessário interditar a RJ-220 nos dois sentidos para a atuação do BPRv.