Paraesporte de Campos rumo a Abu Dhabi

Superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Rafael Thuin é o embaixador brasileiro dos jogos no país árabe

Campos
Por Roberta Barcelos
3 de fevereiro de 2019 - 0h01

Luiz Fellipe de 31 anos com garra de um atleta de 13

Mais de 11 mil quilômetros separam Campos dos Goytacazes da capital dos Emirados Árabes, Abu Dhabi. E quem foi que disse que existe limites e distância para quem tem sede de vitória? Os 14 atletas de futsal e vôlei da equipe do paraesporte de Campos, que vão integrar a seleção brasileira, estão ansiosos para embarcar no dia 07 de março, para participar dos Jogos Mundiais das Olimpíadas Especiais.

Uma conquista de 2018 que está somada a várias alcançadas durante os quase três anos do projeto criado pelo prefeito Rafael Diniz e pelo presidente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Raphael Thuin, com a proposta de trabalhar a inclusão das pessoas com deficiência do município.

Atualmente, o projeto atende cerca de 900 pessoas com deficiências em parceria com instituições como APAE, APAPAE, APOE e Educandário São José Operário. Do dia 14 ao dia 21 de março, a capital árabe rica em petróleo, vai receber 7 mil atletas de 170 países, competindo em 24 esportes de estilo olímpico. E dos 44 atletas que compõe a seleção, 1/3 são de Campos.

O presidente da Fundação de Esportes de Campos e também embaixador das Olimpíadas Especiais há mais de 5 anos, Raphael Thuin, conta que o projeto surpreendeu positivamente e enche de orgulho a todos.

“É uma honra pra a gente fazer parte desse projeto onde todos os dias nós aprendemos mais do que ensinamos. Os nossos alunos são maravilhosos e temos uma equipe de profissionais muito competentes”, afirmou Raphael.
Pioneiro, o Paraesporte é sem dúvidas uma das marcas da gestão do prefeito Rafael Diniz.

Marcinha treina em busca de uma vaga para os jogos

“É uma grande alegria saber que além de promovermos a inclusão, formamos paratletas que levarão o nome de nossa cidade para o mundo”, comemora Diniz.

E não há dúvidas que o projeto é um sucesso. Zeli Vieira, mãe do Luiz Fellipe de 31 anos, alunos do Paraesporte, é só elogios ao projeto.

“Meu filho participa de tudo! Ele nada muito bem todas as modalidades! A equipe é sensacional! Todas as terças e quintas ele também faz futsal. Joga capoeira e também já fez judô. Já viajou pra São Paulo com a equipe e eu fico muito feliz de acompanhar o desenvolvimento dele. Os profissionais são maravilhosos! Ele adora e eu fico muito feliz”, conta Zeli.

Quem também faz questão de ressaltar a importância do projeto e parabenizar a equipe é a Claudenir Erbas, irmã da Marcinha de 39 anos, que faz aula de dança, natação e futsal.

“Há muito tempo esperávamos por um projeto como esse em Campos. A gente percebe que lá está acontecendo à verdadeira inclusão e eles aprendem muito lá. Os profissionais são maravilhosos e muito carinhosos com todos eles. A Marcinha mudou muito desde que entrou para o Paraesporte. Ela fez muitos amigos, quase nunca fica doente e adora estar lá. Eu fico muito feliz”, conta feliz Claudenir.

No último dia 26, dois campeões mundiais paralímpicos estiveram no Farol de São Thomé e parabenizaram o projeto Paraesporte de Campos. Clodoaldo Silva, da natação, e Alan Fonteles, do atletismo, foram recebidos pelo prefeito Rafael Diniz, o presidente da FME Raphael Thuin e cerca de 100 alunos do projeto esportivo oferecido gratuitamente pela Prefeitura. No fim do ano passado quem passou pela festa de confraternização de encerramento da Fundação de Esportes foi o craque do futebol brasileiro, Ronaldinho Gaúcho. Os alunos se divertiram tietando e tirando muitas selfies com campeão mundial.

Conquistas do Paraesporte

Meeting Brasileiro de Natação CBDI; Circuito de Natação em Águas abertas; I Etapa do Circuito de Natação Unimed;o 4°Lugar Brasileiro de Futsal Down; Campeão estadual de basquete da Liga de Basquete Unificado das Olimpíadas Especiais Brasil (OEB).