Assessores de Bolsonaro e Haddad acompanharão apuração das eleições juntos

Coordenadores das campanhas dos candidatos ocuparão uma sala no Tribunal Superior Eleitoral

Eleições
Por Redação
27 de outubro de 2018 - 14h55

(Foto:REUTERS/Adriano Machado/Rodolfo Buhrer)

O coordenador da campanha do presidenciável Jair Bolsonaro, Onix Lorenzoni encaminhou à presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Rosa Weber, um pedido para que técnicos escolhidos pelas duas coligações possam acompanhar a apuração das eleições de dentro da sala cofre.

 

A sala cofre do TSE guarda uma cópia física dos programas informatizados utilizados nas urnas eletrônicas.

 

Lorenzoni afirma que quando o voto era em cédulas, era comum que fiscais ligados aos candidatos acompanhassem a apuração, o que, segundo ele, não ocorre hoje.

 

O deputado sugere que cinco representantes de cada coligação sejam autorizados a entrar na sala cofre.

 

A assessoria do TSE informou que, assim como ocorreu no primeiro turno, representantes das duas coligações foram convidados para acompanhar a apuração de uma antessala preparada no Tribunal.

Fonte: EBC