Polícia Militar retoma segurança na Uenf após cerca de um ano sem parceria

Atividade é fruto de um convênio do Programa Estadual de Integração na Segurança, o Proeis

Campos
Por Redação
7 de agosto de 2018 - 16h45

Convênio tinha sido suspenso em 2017 (Foto: Silvana Rust)

Suspenso em julho de 2017 por falta de recursos, o convênio entre a Uenf e a Polícia Militar para adesão ao Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) foi retomado esta semana. Desde segunda-feira (6), os policiais militares voltaram a atuar nos campi e unidades da Uenf.

Os policiais estão divididos em quatro postos no campus Leonel Brizola, dois postos no Colégio Agrícola e outros dois postos no campus de Macaé. Cada posto funciona em dois turnos de 12 horas cada um: das 8h às 20h e das 20h às 8h.

O prefeito da Uenf, Rogério de Castro, lembra que o convênio foi suspenso sob a alegação de falta de pagamento. Na época, a Reitoria tentou argumentar que possuía o orçamento e realizou todos os procedimentos administrativos, mas a Secretaria de Fazenda (Sefaz) não efetivou o pagamento. A própria PM reconheceu que a Uenf tinha a documentação em ordem, mas não tinha o que fazer.

“Este ano, a Sefaz realizou os pagamentos atrasados e iniciamos os procedimentos administrativos para retorno do convênio. Na quinta da semana passada, a última etapa foi finalizada, quando fomos ao Rio, no Batalhão de Choque, sede do Proeis, para nosso cadastramento no sistema, permitindo nosso acesso a informações referentes aos postos da Uenf”, disse.

A Uenf aderiu ao Proeis em julho de 2014, após aprovação do Conselho Universitário.