Secretário estadual de Segurança Pública visita Campos e anuncia viaturas para o 8º BPM

General quer ações integradas com Exército para reduzir criminalidade no município

Campos
Por Redação
22 de maio de 2018 - 17h11

General Richard Nunes concedeu coletiva de imprensa no 8º BPM (Foto: Silvana Rust)

O secretário de estado de Segurança Pública, general Richard Nunes, esteve em Campos, na manhã desta terça-feira (22), para conhecer os problemas relacionados à violência na região, assim como levantar a estrutura que as forças policiais têm para trabalhar no município. Na passagem por Campos, ele apontou ações integradas entre Exército e polícias Civil e Militar para diminuir a criminalidade do município, sobretudo, em Guarus, local que definiu como “ponto focal” da violência na cidade. O secretário ainda anunciou 12 novas viaturas para o 8º de Polícia Militar (8º BPM) em breve, mas não deu prazo. Ele também esteve em Macaé nesta terça.

“Vim ao Norte Fluminense para ver de perto os problemas da região, conversar com as autoridades das polícias Civil e Militar, pois acredito que devemos ter ações integradas. Este é o X da questão: como trabalhar de maneira integrada, aproveitando essa oportunidade criada com a intervenção federal para que os esforços também das Forças Armadas e dos órgãos de segurança pública federal possam ser canalizados para cá e coibir essas áreas de criminalidade. Principalmente, Guarus, que me parece que é o ponto focal aqui da violência. Assim, poderemos dar uma resposta efetiva aos anseios da sociedade no Norte Fluminense”, disse o general, citando, ainda, a importância da parceria com o Ministério Público nas investigações e elucidações de crimes.

General destacou importância de ações integradas para reduzir criminalidade (Foto: Silvana Rust)

Sobre as ações integradas com as Forças Armadas, Nunes destacou que os homens da 2ª Companhia de Infantaria do Exército, situada em Guarus, poderão atuar em ações para reforço da segurança pública no município, caso sejam solicitados.

Apesar da intervenção federal, decretada em fevereiro, a prática de vários crimes aumentou em todo estado. Roubos de veículos, cargas, a pedestres, em ônibus e de celulares registraram seus piores índices da série histórica em março, primeiro mês completo do socorro dos militares. Em Campos não foi diferente: entre fevereiro e abril de 2817, 62 homicídios dolosos foram registrados no município. No mesmo período deste ano, o número subiu para 78.

O general passou pela 6ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), pela 134ª Delegacia de Polícia (Centro) e pelo 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM), onde concedeu entrevista coletiva.

Leia também: Adolescente grávida baleada do Parque Cidade Luz morre no HFM

Pedidos — Batalhão da PM para Guarus, delegacia de homicídios no Norte Fluminense, retorno de mais PMs que atuam nas UPPs para o interior e reabertura de DPOs foram as principais reivindicações feitas pelo deputado estadual Bruno Dauaire (PRP) ao secretário estadual de Segurança Pública nesta terça. Durante a visita do general ao 8º BPM, o deputado também voltou a ressaltar a importância de se estender a intervenção para as regiões fora do eixo da capital.

Vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Alerj e presidente da CPI das UPPs, Bruno Dauaire esteve no Rio com o general há menos de um mês. No encontro ele pediu mais viaturas e estrutura para os batalhões do interior. O assunto voltou a ser tratado na agenda em Campos, que Bruno acompanhou junto com os vereadores Thiago Ferrugem, Cabo Alonsimar e Thiago Godoy.

“Temos cobrado resultados da intervenção com muita firmeza, mas com diálogo. A situação da segurança pública no Estado do Rio é crítica e temos todos o compromisso de buscar soluções e colocar em prática todas as iniciativas que contribuam para minimizar esse problema grave”, disse Bruno.