Guardas municipais são capacitados para uso de arma não letal

Agentes de Campos, SFI e São Fidélis tiveram capacitação para o uso de pistola que dispara choques elétricos

Região
Por ASCOM
15 de abril de 2018 - 16h00

Treinamento ocorreu em Campos (Foto: Supcom)

Um grupo de guardas municipais participou no último sábado (14) de uma capacitação para o uso de arma não letal do tipo Spark, pistola que dispara choques elétricos. O trabalho, dirigido a 16 guardas que atuam em distritos e localidades das áreas Sul, Norte e Baixada Campista, foi disponibilizado também a três guardas de São Francisco de Itabapoana (SFI) e três de São Fidélis (SF). A capacitação foi no auditório da sede da própria Guarda Civil Municipal (GCM).

“Os guardas destes municípios ainda não haviam sido treinados com esse equipamento e iniciamos o trabalho com esse grupo. Depois continuaremos com outros, até termos um bom número de guardas com capacitação. E a participação de guardas de outros municípios que fazem limite com o nosso é importante, pois costumamos nos encontrar em algumas ações”, explicou o comandante da GCM, Fabiano Mariano.

Após a parte teórica, situações de uso e forma de abordagem fizeram parte do treinamento prático. “Esse treinamento é para mostrar ao guarda que a pistola Spark só deve ser utilizada em último caso”, explicou o coordenador de ensino da GCM, Edmar Santana.

Quem ainda não havia passado pela situação, disse ter vivido uma experiência única. “Causa um rápido formigamento, mas a recuperação ocorre em poucos segundos”, disse o guarda Cassiano Macedo, de SFI. “Essa é uma experiência que incorpora um importante ganho a nossa corporação”, completou o comandante da GCM de SFI, Fabiano Lopes.

Após o trabalho com a Spark, os alunos tiveram também aulas teóricas e práticas sobre o uso do espargidor (spray de pimenta e spray de gengibre), na parte externa do prédio.