Polícia prende jovem que teria sido usada como isca em emboscada a motoboy

Layla Gomes Souza, de 21 anos, foi detida no conjunto habitacional da Tapera 3, em Campos

Campos
Por Redação
7 de dezembro de 2017 - 10h34
(Foto: Silvana Rust)

(Foto: Silvana Rust)

A jovem Layla Gomes Souza, de 21 anos, foi presa nesta quarta-feira (6) por policiais civis e militares no conjunto habitacional da Tapera 3, em Campos. Ela é suspeita de envolvimento no desaparecimento do motoboy Diego Barros Pereira, de 24 anos. De acordo com as investigações, Layla teria sido usada como isca em uma emboscada armada contra Diego no último dia 21.

Presa na casa do ex-companheiro, a jovem confessou participação no desaparecimento do motoboy. De acordo com Layla, ela marcou um encontro com Diego na Praça da Paz, em Goitacazes, por meio das redes sociais. A jovem, então, pediu que o motoboy a levasse em casa, onde ele foi rendido por três homens armados.

Layla apontou a identidade dos três autores do crime e contou que Diego foi amarrado. Abalada, ela teria pedido para ir embora e sido levada por um dos suspeitos até a Praça da Paz, em um Chevrolet Corsa Sedan de cor prata. A jovem afirma desconhecer o que aconteceu ao motoboy a partir de então.

Policiais foram até a rua Menino Valdemar Machado, no Parque Bela Vista, mas dois dos suspeitos não foram localizados. Na casa, porém, foi encontrado o Corsa usado para levar Layla.

O veículo, a jovem e mais duas pessoas foram levadas para a delegacia. Layla ficou presa. Os demais, prestaram depoimento e foram liberados.