Deputado Flávio Bolsonaro publica em rede social, foto de ônibus de Lula no 8º BPM

Filho de Jair Bolsonaro criticou a atitude da Polícia Militar em abrir as portas para o coletivo

Campos
Por Redação
6 de dezembro de 2017 - 16h30
Publicação teve um rápido alcance em pouco tempo (Foto: Arquivo Pessoal)

Publicação teve um rápido alcance em pouco tempo (Foto: Arquivo Pessoal)

Após a passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela cidade de Campos, uma postagem do Deputado Estadual, Flávio Bolsonaro, em uma de suas redes sociais ganhou uma grande repercussão em poucos minutos.

Na publicação, o filho de Jair Bolsonaro mostra uma foto de três ônibus da caravana Lula pelo Brasil estacionados no pátio do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Ainda na publicação, o deputado critica a atitude da Polícia Militar.

“Não, não foi dessa vez que Lula foi preso!
Trata-se apenas da Polícia Militar do RJ abrindo as portas do 8° BPM, em Campos, para auxiliar o ato político do corrupto.
Há poucos dias foi cancelado um seminário sobre segurança pública no auditório do Quartel General da PM e, segundo suspeitam os organizadores, a razão foi eu ser um dos palestrantes. Com a palavra o Comandante-geral para explicar essa transgressão militar em apoio ao comuna.”

Em menos de uma hora, a publicação teve mais de 70 compartilhamentos e centenas de comentários.

A Assessoria de Imprensa da PMERJ esclareceu que a cessão do pátio do 8º BPM (Campos) para abrigar ônibus da caravana do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva segue protocolo de preservação de segurança pública e patrimonial. Baseada no mesmo princípio que orienta medidas de segurança para garantir a realização de comícios e passeatas em qualquer área do estado, independentemente do perfil ideológico dos manifestantes, a Polícia Militar adotou procedimentos preventivos para evitar possíveis confrontos entre integrantes da caravana e opositores.
Vale lembrar que, como ex-presidente da República, o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva tem o direito à segurança pessoal.