Mais de 2.300 pessoas foram assaltadas nas ruas de Campos desde janeiro de 2016; veja vídeo

Isso representa quase quatro assaltos por dia, sem contar os casos que não foram registrados nas delegacias de Polícia Civil

Campos
Por Laila Nunes
14 de novembro de 2017 - 16h53
Homem rouba jovem em pleno Centro de Campos (Foto: reprodução redes sociais)

Homem rouba jovem em pleno Centro de Campos (Foto: reprodução redes sociais)

Andar pelas ruas não tem sido uma tarefa fácil para os campistas. Diariamente, pedestres são vítimas de assalto, principalmente na área central da cidade. Não importa a hora ou o dia, qualquer pessoa está sujeita a ser mais um alvo dos bandidos que circulam pelo município.

No último fim de semana, o vídeo de uma jovem sendo assaltada se espalhou pelas redes sociais. As imagens, com a data do dia 28 de outubro, e horário de aproximadamente 12h40, mostra uma jovem caminhando pela Rua Saldanha Marinho, esquina com Rua Carlos Lacerda. Em um determinado momento, um homem negro, de bicicleta cerca a jovem e leva sua bolsa. Em seguida, o criminoso foge tranquilamente. No vídeo, ainda é possível ver que um carro branco, que provavelmente viu a ação do bandido, chega a parar. O motorista pensa em dobrar com o veículo, na mesma esquina por onde o suspeito fugiu, mas desiste e continua seu trajeto.

Assim como este caso, na maioria das vezes, os assaltantes levam bolsas, carteiras e aparelhos celulares das vítimas. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), no ano de 2016, 1.487 pessoas foram vítimas desse tipo de crime na cidade.

Só entre os meses de janeiro e setembro de 2016, 677 pessoas foram assaltadas na área central, enquanto 213 foram vítimas no subdistrito de Guarus. Neste mesmo período, 128 celulares foram roubados na área da 134ª Delegacia Legal, enquanto 252 foram roubados na área da 146ª DP.

No mesmo período deste ano, foram registrados 549 roubos a transeuntes na área central e 141 na área de Guarus. Já os roubos de celulares somaram 128 no Centro e 47 em Guarus. No total, de janeiro a setembro de 2017, 865 pessoas foram assaltadas nas ruas, de acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

Nos dois anos, no entanto, esse número chega a 2.352 pessoas roubadas nas ruas de Campos e que fizeram o registro de ocorrência.

Por mais que estes números pareçam grandes, a tendência é de que o número de assaltos seja ainda maior, já que grande parte da população não comparece à delegacia para fazer o Boletim de Ocorrência. Isso ocorre principalmente, em roubos de celulares, já que a maioria não é recuperado.

Uma estudante de 21 anos que já foi assaltada conta um pouco do drama e de como isso afetou sua vida. “Estava voltando da escola com uma amiga, quando próximo ao Mercado Municipal, um homem nos abordou. Minha amiga correu e ele logo colocou a arma na minha barriga e levou meu celular”, disse a jovem que atualmente evita levar o aparelho para todos os lugares e quando leva não tira da bolsa, enquanto está na rua.

O Jornal Terceira Via entrou em contato com o 8º Batalhão de Polícia Militar, que informou que no mês de outubro de 2017, 95 roubos a transeuntes foram registrados, quando a meta era de 136.

Ainda de acordo com o 8º BPM, para uma cidade com uma população de quase 500 mil habitantes, este número do mês de outubro é considerado bom pela corporação.

O 8º BPM ainda ressalta que sempre utiliza de seus serviços de comunicação para mostrar a importância do registro de ocorrência, pois só assim será possível saber onde a incidência da criminalidade está maior.

Com relação ao número de roubos ser maior na área do central, o BPM explica que por ser uma área maior, tem um maior número de registros, com maior riqueza circulando e uma maior concentração de pessoas.