Brigas e confusões envolvendo estudantes provocam insegurança no Centro de Campos

Na semana passada, um grupo invadiu um banheiro público em busca de um outro estudante

Campos
Por Redação
13 de novembro de 2017 - 15h08
Confusão no entorno do Campos Shopping/Arquivo (Foto: JTV)

Confusão no entorno do Campos Shopping/Arquivo (Foto: JTV)

Os campistas que constantemente vão ao Centro para fazer compras ou resolver algum tipo de problema, têm presenciado quase que diariamente brigas e confusões envolvendo estudantes de escolas municipais e estaduais.

Na maioria das vezes, os adolescentes se reúnem no Terminal Rodoviário Urbano Carlos Prestes. “Já ouvi uma vez, os estudantes marcarem brigas entre escolas aqui no Centro”, disse uma pessoa que preferiu não se identificar.

Na última sexta-feira (10), um grupo com cerca de 20 estudantes saiu do terminal correndo, gritando e invadiu um banheiro público, que fica em um ponto de ônibus à procura de outro estudante. Segundo taxistas que ficam em um ponto próximo ao local onde os estudantes se reúnem, os jovens queriam bater em um menino.

Em outra situação, um jovem teve que ser protegido por seguranças do Campos Shopping, quando um grupo invadiu o local para bater no rapaz. Diante dessas situações, as pessoas que passam pelo local sentem medo, uma vez que os estudantes parecem não temer pelas consequências de seus atos, prevalecendo a ousadia e a vontade de demonstrar poder.

No dia 6 de abril, uma briga entre duas adolescentes causou muito tumulto na Beira-Rio, Mais de 100 estudantes se reuniram para assistir à confusão. Quem passou pelo local também ficou curioso, aglomerando todo o trecho próximo à Rua Teotônio Ferreira de Araújo, ao lado do Campos Shopping.

Já no dia 22 de agosto, um adolescente que teve um relógio roubado reconheceu o suspeito e acionou a Guarda Civil Municipal, na Avenida Rui Barbosa (Beira-Rio), também no Centro da cidade. O local – que é muito frequentado por estudantes – logo ficou movimentado por eles que tentaram agredir o suspeito. A Polícia Militar também foi chamada para controlar o grupo.

O Jornal Terceira Via entrou em contato com a assessoria do 8º Batalhão de Polícia Militar de Campos para saber como está o patrulhamento pelas ruas centrais e quais são as atitudes tomadas com os adolescentes no caso de flagrantes como os acima citados. A assessoria do batalhão informou que o patrulhamento na área central continua o mesmo, ou seja, com viaturas e motopatrulhas. Com relação, às confusões e brigas de estudantes, o batalhão informou que não tem ciência dos casos e que não recebeu nenhum tipo de acionamento para este tipo de caso.