A Diabetes, o IMNE e a Lei 8.760/2017

O número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos

BLOG
Por Cláudio Andrade
13 de novembro de 2017 - 9h42

O Plano de Saúde Ases, do grupo IMNE vai promover evento no próximo dia 14, dentro dos festejos em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes, a partir das 9h, na área externa do Hospital Dr. Beda Unidade 2.

Trata-se de uma ação de conscientização de relevância, pois a diabetes é uma doença incurável, silenciosa e mortal senão tratada de forma correta. Vale ressaltar que muitas pessoas, por alto grau de desinformação, sequer sabem que são portadores da doença e quando descobrem, infelizmente, os danos já estão instalados no organismo podendo levar a amputação de membros e até a morte.

Na qualidade de vereador fico muito feliz em saber que, pela primeira vez na história do município de Campos, a sociedade local, mais de quinhentas mil pessoas, já possui uma lei específica que protege os diabéticos em relação à alimentação (desjejum) em hotéis, pousadas e afins. A lei em comento é a 8.760/2017 de minha autoria, aprovada por unanimidade na Câmara de Vereadores, sancionada pelo Prefeito Rafael Diniz e em vigor em todo o território municipal.

O número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos, passando de 5,5% da população em 2006 para 8,9% em 2016. A pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada pelo Ministério da Saúde, revela ainda que as mulheres registram mais diagnósticos da doença – o grupo passou de 6,3% para 9,9% no período, contra índices de 4,6% e 7,8% registrados entre os homens.

Segundo o estudo, o Rio de Janeiro é a capital brasileira com a maior prevalência de diagnóstico médico de diabetes, com 10,4 casos para cada 100 mil habitantes. Em seguida, estão Natal e Belo Horizonte (ambos com 10,1), São Paulo (10), Vitória (9,7), Recife e Curitiba (ambos com 9,6). Já Boa Vista é a capital brasileira com a menor prevalência de diagnóstico da doença, com 5,3 casos para cada 100 mil habitantes.

Outro dado alarmante e agora noticiado pela ONU (Organização das Nações Unidas) mostra que 70% das amputações realizadas no Brasil são decorrentes do diabetes, o que representa em torno de 55 mil procedimentos desse tipo por ano. Globalmente, o número é ainda mais assustador: a cada minuto, três pessoas têm alguma parte do corpo extirpada por complicações decorrentes da doença.

No município de Campos dos Goytacazes os estabelecimentos comerciais que trabalham com alimentação já estão se adaptando à lei municipal. O primeiro que acatou a lei e já disponibiliza o café matinal para os diabéticos é o Palace Hotel, (tradicional estabelecimento) inclusive com a indicação da norma em local visível.

(Foto: Silvana Rust)

(Foto: Silvana Rust)

A ação do grupo IMNE é de extrema relevância, pois a promoção das informações ajuda nos diagnósticos precoces que salvam vidas e preservam a saúde de grande parcela de nossa população.

Com relação à Lei 8.760/2017 estaremos oficiando ao Procon para que fiscalize os estabelecimentos para que a lei seja cumprida à risca e os diabéticos respeitados e preservados.