Juiz proíbe transmissões de dentro da casa onde Garotinho cumpre prisão domiciliar

Magistrado proibiu gravações dentro da residência onde ele cumpre prisão domiciliar, no bairro da Lapa, em Campos

Campos
Por Redação
20 de setembro de 2017 - 10h09
Polícia Federal na frente da casa de Garotinho (Foto: JTV)

Polícia Federal na frente da casa de Garotinho (Foto: JTV)

O juiz Ralph Manhães, da 100ª Zona Eleitoral (ZE) de Campos, reforçou nesta terça-feira (19) as medidas cautelares impostas ao ex-governador Anthony Garotinho. O magistrado proibiu gravações dentro da residência onde ele cumpre prisão domiciliar, no bairro da Lapa; determinou o registro de todas as pessoas que passem pelo imóvel, com relação de data, horário e números de telefones celulares e fixo; e autorizou a Polícia Federal (PF) a fiscalizar equipamentos de internet fixa da casa.

A decisão foi tomada em julgamento de embargos de declaração apresentados pela defesa na Ação Penal em que Garotinho foi condenado a nove anos e 11 meses de prisão, e é uma resposta às transmissões ao vivo que Rosinha Garotinho, esposa do ex-governador e ex-prefeita de Campos, vinha realizando por meio de redes sociais.