A beleza à flor da pele

Ana Maria montou um grande complexo de estética em Campos que virou uma referência em todo o Estado do Rio

Geral
Por Redação
17 de julho de 2017 - 0h01

ana-mariaEla pode ser definida como a modelo do seu negócio. O espelho de Ana Maria, além de refletir uma médica competente e empreendedora, também revela a face da beleza. Hoje ela comanda uma clínica que conta com todas as especialidades em estética e saúde.

Nesta entrevista ela fala sobre as novidades em tratamento estética, que estão ao alcance de todos. Na verdade Ana Maria passou a ser um grife quando o assunto é estética e seu trabalho é reconhecido em todo o Estado do Rio de Janeiro. Ela ainda acrescenta que esse segmento tão em voga, está em permanente mutação para transformar pessoas mesclando saúde e estética.

Você hoje dirige uma clínica quer cuida de dermatologia, angiologia, endocrinologia, geriatria, fisiologia, nutrição entre outras coisas. É preciso muito pique?

Com certeza! O dinamismo é marcante na minha vida desde criança e a vontade de oferecer abordagem global na área antienvelhecimento nasceu logo após terminar a faculdade há 28 anos. A minha clinica foi pioneira neste quesito apresentando equipe multidisciplinar na estética.

E o que vem de novidade por ai?

Nada diferente do que as pessoas já esperam sobre a minha pessoa. Me manter sempre na vanguarda oferecendo aos pacientes reais contribuições para ampliar as possibilidades de qualificação de corpo e mente. O futuro da dermatologia apresentará cremes mais inteligentes e eficazes, novidades no tratamento dos tumores (como melanoma) e doenças imunológicas (vitiligo e outros), terapia genética contribuindo em todas as doenças crônicas, além de tecnologias mais eficazes e seguras.

O campista é mesmo vaidoso como se diz?

O brasileiro em geral é muito vaidoso. Na medida certa, a vaidade ajuda a construir a autoestima. Em excesso provoca frustrações. Ter cuidados básicos e gostar de se apresentar bem está ligado à saúde. Quando se fala em vaidade, geralmente se fala em vaidade, geralmente as pessoas pensam apenas na beleza. Mas existem outros aspectos, como a vaidade intelectual, do poder, da riqueza…

O homem também está ficando mais vaidoso aqui?

Sim, nos últimos 10 anos, os homens também passaram a admitir que se preocupam cada vez mais com a aparência, assumindo com naturalidade, cuidados e tratamentos de beleza. Mais que dotes físicos, beleza hoje está ligada à saúde e boa aparência passou a ser um item indispensável tanto na vida profissional quanto na pessoal. Muitas vezes fator decisivo entre ser aprovado ou não numa seleção de emprego, ou promoção no trabalho. Para ser bem aceito, nem todos precisam ser lindos, mas é inegável que tudo fica mais fácil para quem, além da boa aparência, também some inteligência, bom-humor e elevada autoestima. A vaidade dos meninos, de maneira geral, está mais ligada à força física, aos músculos, ao desempenho em esportes ou jogos. Mas eles também podem ter vaidade relacionada com a aparência.

Com topos os segmentos da sua clínica, incluindo a cirurgia plástica, pode-se dizer que é um capote completo?

Claro que sim.

Você trabalha com um personal diet. Fale sobre isso?

Como nutricionista, o personal diet apresenta Plano alimentar personalizado com receitas funcionais exclusivas e acompanhamento online durante o período de tratamento.

A calvície é um dos grandes medos dos homens. Existe como impedir, reverter?

A alopecia androgenética, também conhecida como calvície masculina, é a maior causa da perda dos cabelos nos homens. A incidência dessa doença é determinada por influências genéticas. Na realidade, o que ocorre é que os hormônios masculinos (testosterona e seus derivados) se ligam a receptores próprios que ficam nos pelos, levando à miniaturização dos fios em pacientes geneticamente suscetíveis.

Neste sentido, é interessante saber a idade com que os parentes do indivíduo começaram a observar a diminuição dos cabelos. Devemos idealmente intervir antes disso. Sabemos que as manifestações clínicas da calvície masculina são variáveis e os primeiros sinais podem surgir já na adolescência, com alguns padrões característicos de perda dos cabelos.

As “entradas”, conhecidas por “alopecia androgenética de padrão bitemporal”, constituem a manifestação inicial. Na sequência, ocorre a perda no vértex (topo da cabeça) e na região mediana, preservando o cabelo da área occipital (mais próxima ao pescoço).

É importante salientar que existe muito pouco que possa ser feito para prevenir a doença, uma vez que ela é geneticamente determinada. Porém, o tratamento instituído precocemente retarda o quadro. Neste primeiro momento, serão indicadas medicações tópicas como o minoxidil, xampus específicos e loções. Caso seja necessário e o paciente concorde, pode-se lançar mão da finasterida, medicação oral. Salientamos que ambas as drogas citadas estimulam o crescimento do cabelo em alguns homens, mas são mais úteis como prevenção das manifestações clínicas do que como recuperação da calvície. Como a doença é crônica e evolutiva, o tratamento deve ser instituído precocemente e mantido continuamente. Otimizamos os resultados do tratamento com injeções de medicamentos no couro cabeludo e laser na clinica.

buy Lasix online E qual é o grande fantasma da mulher?

São vários. Envelhecimento, sobrepeso e queda de cabelos são os principais na dermatologia.

Na ponta do lápis com todas essas técnicas e procedimentos e possível revivescer quanto tempo? buy Antabuse

Depende da experiência do médico com todas as técnicas. Em geral, quando o paciente tem sua pele tratada em todas as camadas, inclusive muscular e repondo volumes perdidos que sustentam a face, dez a quinze anos. nolvadex without prescription