Retotalização dos votos das eleições para vereador acontece nesta quinta-feira

Com recálculo, o vereador eleito Marcos Bacellar assume vaga de Cecília Ribeiro Gomes na Câmara de Campos

Campos
Por Redação
20 de abril de 2017 - 12h44

mont-curAcontece nesta quinta-feira (20) a retotalização dos resultados das eleições municipais de outubro, incluindo os 2.685 votos recebidos por Marcos Bacellar (PDT), que haviam sido desconsiderados após o então candidato a vereador ter o registro negado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), em ação proposta por Thiago Godoy, ex-subsecretário municipal de Governo de Rosinha Garotinho e advogado de seu grupo político. O juiz Heitor Campinho, da 76ª Zona Eleitoral (ZE), vai comandar a recontagem.

A posse de Bacellar, que já foi presidente da Câmara de Vereadores de Campos, deve acontecer em seguida, seguindo determinação da ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em decisão liminar dada no último dia 10. “Havendo a retotalização, Bacellar será diplomado. Ele deve trazer diploma e ata da retotalização e já estará apto a exercer o mandato”, afirmou o presidente da mesa diretora, Marcão Gomes (REDE).

Com isso, quem perde assento na Casa de Leis é a vereadora reeleita Cecília Ribeiro Gomes (PT do B). Ela é suspeita de envolvimento no esquema que trocava inscrições no programa Cheque Cidadão, da Prefeitura de Campos, por votos em candidatos da coligação “Frente Popular Progressista de Campos” ao Legislativo e ao Executivo.

Cecília teve seu registro de candidatura e diploma cassados, os votos recebidos em outubro anulados e foi declarada inelegível por oito anos pelo juiz Eron Simas, mas aguardava no cargo uma decisão do TRE-RJ graças ao efeito suspensivo da sentença, dado automaticamente em recursos de decisões de primeira instância.

Com a volta de Bacellar à Câmara, ele e Godoy estarão frente a frente na tribuna.