Temer finalmente troca “acidente” por “matança pavorosa”

O presidente havia se referiu ao massacre em Manaus como "matança pavorosa", mas preferiu mudar de termo

País
Por Redação
11 de janeiro de 2017 - 12h52

por Samuel Chaim

Após ter colocado a palavra “acidente” em debate em todas redes sociais, o presidente Michel Temer se referiu ao massacre em Manaus como “matança pavorosa” e afirmou que as cadeias nacionais estão em condições desumanas.

A discussão sobre o uso da palavra “acidente” ter sido desapropriada para a situação começou no dia 05, dividindo opiniões. Temer justificou em seu Twitter “Sinônimos da palavra “acidente”: tragédia, perda, desastre, desgraça, fatalidade”.

Na última quarta-feira em uma reunião com os ministros, Temer voltou a falar sobre o ocorrido e afirmou que as facções dentro do presídio causaram uma “matança pavorosa” e que as condições do local são desumanas.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR